O relatório “ 2012- Educação para todos ”, contempla uma medida que está a causar polémica. Obrigar os alunos com baixo rendimento a ingressarem em cursos tecnológicos/ profissionais, pode promover a escolarização e o aumento do número de pessoas formadas, mas será realmente benéfico “empurrar” os alunos com mais dificuldades para turmas em que todos aparentam não ter motivação? Segundo a UNESCO, esta medida irá aumentar e realçar as desigualdades sociais.

Um aluno desmotivado colocado numa turma previamente rotulada, provavelmente não será a solução mais adequada. Economicamente talvez seja, mas aos olhos de muitos educadores, é apenas uma saída fácil daquele que é um problema crescente na nossa sociedade.

    Talvez seja necessário começar a confiar e apostar nos educadores, que têm um papel muito difícil e pouco reconhecido na sociedade atual. O desenvolvimento económico do nosso país é importante, mas o desenvolvimento pessoal também o é. Todos temos o direito de ser tratados como pessoas individuais, e não sermos “marcados” como mais ou menos inteligentes, e a servirmos a sociedade atingindo a realização pessoal.



Ana Daniela Gonçalves

publicado por Curiosos às 10:30