Curiosos

pesquisar

 
Terça-feira, 11 / 12 / 12

Tintas comestiveis

Tintas comestiveis para miudos e graudos

 

"Vamos ao jardim passar uma bela manhã sob uma deliciosa sombrinha e na companhia dos passarinhos vamos fazer as nossas próprias tintas, misturando os ingredientes, escolhendo as cores e mexendo tudo muito bem, até obter uma tinta muito colorida, suave e muito agradável ao toque. Depois é só brincar, explorar, sujar, criar e pintar com os pinceis, as mãos, os pés, os carrinhos, as pinhas, as folhas e muitos outros materiais. Vamos misturar cores, tocar, sentir e para mais tarde recordar aprenderemos a tirar fotocópias caseiras das nossas fabulosas pinturas".





Tinta de Neve

 

  •  1 xícara de farinha de trigo
  •  1 xícara de sal
  •  1 xícara de água

Misture tudo, e acrescente gotas de corante alimentício (à venda em qualquer supermercado). 

Dica : divida a receita em seis potinhos , e use um corante diferente em cada .



Tinta de Chá ou Café

 

  • saquinho de chá ou café solúvel
  • água

Mergulhe um saquinho de chá em 1/4 de xícara de água, ou acrescente café solúvel a essa mesma água. Vá clareando ou escurecendo até obter diversas tonalidades. Utilize essa tinta para pintar sobre papel liso, ou para fazer vários tons.



 

Tinta de Gelatina

 

 

 

  • pó para gelatina
  • água

 

Junte a água e o pó para gelatina até obter a consistência de uma tinta mais cremosa. Utilize para pintar com os dedos ou com um pincel sobre papel brilhante. É uma tinta ótima para esfregar e se lambuzar.

 

 


Tinta de Farinha

  • farinha de trigo
  • água 
  • corante alimentício

Misture 1 xícara de farinha e 3 xícaras de água em uma panela. Ferva até que a mistura esteja densa. Acrescente qualquer corante. Essa tinta mantém a textura depois de seca.



 

Tinta Caseira de Maizena

 

 

 

  • amido de milho (maizena)
  • água

 

Misture 4 colheres de amido de milho, três colheres de água e mexa em uma xícara com água fervendo. Quando a mistura esfriar, acrescente corante para alimentos e coloque na geladeira. A tinta caseira caseira pode ser utilizada em superfícies secas ou úmidas.


 


publicado por Curiosos às 17:05
Terça-feira, 11 / 12 / 12

Os Psicólogos nas Escolas: A realidade portuguesa

Os Psicólogos nas Escolas: A realidade portuguesa

 


Nas últimas décadas assistimos, de forma permanente e insistente, a políticas de desvalorização e fragilização da Escola Pública.
Os profissionais que desenvolvem atividades neste contexto observam a ausência de verdadeiros compromissos e investimentos que assegurem as condições do seu trabalho.

Os elementos das comunidades educativas, a opinião pública e a investigação científica, reconhecem a importância e o impacto positivo da intervenção dos psicólogos, na promoção do sucesso educativo dos alunos, na otimização da intervenção em rede e dos recursos da comunidade educativa, do sistema de saúde e de ação social.
A legislação tem referido a importância da intervenção dos Psicólogos na escola, desde 1991, quando os Serviços de Psicologia e Orientação (SPO) foram criados (DL 190/91), como “unidades especializadas de apoio educativo, integradas na rede escolar” que desenvolvem a sua ação nas áreas “do apoio psicopedagógico, orientação escolar e profissional e apoio ao desenvolvimento do sistema de relações da comunidade escolar”, uma das medidas preconizadas pela Lei de Bases do Sistema Educativo, em 1986 (art. 26º Lei 46/86).
Em 1997 foi criada a carreira de psicólogo dos SPO (DL 300/97), definindo que “o papel dos SPO é o de possibilitar a adequação das respostas educativas às necessidades dos alunos” e que “a qualidade da educação está intimamente dependente dos recursos pedagógicos de que a escola dispõe para acompanhamento do percurso escolar dos seus alunos”.
O Estatuto do Aluno (Lei 39/2010) também enfatiza o papel dos técnicos do SPO, distinguindo o acesso a este apoio como um dos direitos do aluno.
Toda a legislação existente reconhece o papel indispensável do psicólogo na escola, mas as condições de trabalho destes profissionais evidenciam que os sucessivos governos da tutela desvalorizam esta intervenção específica, perpetuando a precariedade.



Publicado por: Andreia Ribeiro

 

publicado por Curiosos às 16:54
Terça-feira, 11 / 12 / 12

Dia Internacional dos Voluntários - 5 de Dezembro

A Resolução das Nações Unidas 40/212, de 17 de Dezembro de 1985, convida os Governos a celebrar todos os anos, no dia 5 de Dezembro, o Dia Internacional dos Voluntários para o Desenvolvimento Económico e Social dos Povos

 



Desde essa data, governos e sociedade civil têm vindo a celebrar este dia com o objectivo de sensibilizar e dar visibilidade aos voluntários e às práticas de voluntariado.

Voluntariado ( art.º 2.º da Lei n.º 71/98, de 3 de Novembro):
É o conjunto de acções de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projectos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade, desenvolvidos sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas.
Não são abrangidas pela presente Lei as actuações que, embora desinteressadas, tenham um carácter isolado e esporádico ou sejam determinadas por razões familiares, de amizade e de boa vizinhança.


Publicado por: Catarina Cabrita nº 44416


publicado por Curiosos às 15:57

mais sobre o curso

Dezembro 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

últ. recentes

  • Concordo com tudo o que foi dito, mas também nem s...
  • gostei do post ... é como eu tento agir com as min...
  • A designação de Escola Primária para 1º ciclo mudo...
  • Concordo e defendo, pena que mesmo sendo mitos...s...
  • Sou educadora de infância e subscrevo..
  • Não me parece que o facto de se usar o termo escol...
  • Sou mãe de um "finalista" (como ele diz) de JI . S...
  • Achei o artigo interessante. No entanto é feita re...
  • Check! confirma-se! Só falhei nas horas do comentá...
  • Lindo texto, muitos educadores ainda ficam presos ...

arquivos

2013
2012

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro